sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Blogmas 2017: Encontrando o seu próprio caminho


    Eu tenho muitos amigos que estão dando início a novas fases de suas vidas, o que muitas vezes pode ser algo difícil. Nem sempre sabemos para onde ir e o que fazer, mas eu vejo isto como algo potencialmente bom. Estar perdido te torna livre para fazer escolhas, pois como você não tem uma direção certa, isto te permite encarar todas com um mesmo olhar de curiosidade.
    Um grande amigo perguntou recentemente no Twitter sobre o que achávamos da “importância” de ter um determinado perfil para cada profissão. Eu pessoalmente não acredito em "ter um perfil", mas no que você gosta e se vê fazendo no futuro. Trabalhar não é a coisa mais simples do mundo, então deveríamos tentar escolher algo no qual iremos sentir prazer de acordar as 5h ou 6h da manhã pra o realizar.
    Mas também, você não precisa ingressar no ensino superior com 18, e se formar com 21 ou 22 anos. Você tem todo o tempo do mundo. Não é porque o primo da sua tia fez o curso X e passou em concurso público, que você deveria o seguir. Ninguém esperava que eu escolhesse Letras ou que eu vá me tornar professora, mas eu o serei. Troquei o curso de licenciatura em Artes Visuais pelo de Letras, e vou tentar trocar a UFMS pela UEMS. Por mais que quase ninguém entenda, eu não irei parar até me sentir bem em um lugar para poder estudar o que eu quero. Eu deveria me formar em 2019, mas só o farei em 2021. E independente disso, eu estou feliz porque se eu não fizer isso por mim, ninguém vai.
    É normal se sentir perdido e confuso as vezes. E dai se você entrar aos 25 anos no curso dos seus sonhos? Se você o fizer em 4 ou em 6 anos? Na particular ou na pública? Biológicas, exatas ou humanas? Nada disso importa. Porque não existe "perfil" ou um curso fácil, mas o lugar no qual você vai se preparar para ser uma versão melhorada de si mesmo que ajudará a tornar o mundo, um lugar mais habitável e humano. Seja como filósofo, jornalista, médico ou professor. Com graduação ou sem, você precisa ser feliz pra buscar fazer os outros felizes, e isso vale tanto para profissões quanto para qualquer outra coisa.
    Eu vejo muita gente pregando e falando apenas das dificuldades em dar o primeiro passo em direção a transformações. Sobre o quão complicado é se lançar em algo sem se ter a certeza das consequências ou resultados. Só que independentemente se você está entrando no ensino médio, superior, no mercado de trabalho ou mudando de área; Mudando-se de cidade, estado ou país; Considerando começar ou terminar um relacionamento; Não deveria se tratar de suprir as expectativas que as pessoas tem ao nosso respeito, mas de encontrarmos a cada dia, novos pedaços das nossas estradas de tijolos amarelos, que costumamos chamar de nossas vidas.
    Então, seja antes, durante ou depois, sempre que precisar dar um novo passo, agradeça ao friozinho na barriga que o acompanha, pois isto significa que você está sendo corajoso o bastante para ao menos considerar a hipótese. Leve um dia ou uma década, mas faça tudo no seu tempo. Cada indivíduo é único, bem como o que encontrará no fim de seu arco íris. Não somos iguais, portanto é impossível que duas pessoas levem o mesmo tempo para fazer as coisas, façam as mesmas escolhas e sejam ambas plenamente felizes. Essa pressão toda para fazermos as coisas as pressas, não apenas é errônea, como também não é saudável. Entenda que sucesso não é ter R$ 20 mil por mês na conta bancária, mas acordar todos os dias animado para levar a vida que você escolheu levar.
    Seja para continuar no mesmo lugar ou se lançar em direção ao desconhecido, faça você as suas próprias escolhas. Independente os motivos, circunstancias ou de onde você pretende chegar, nunca deixe seu futuro nas mãos de outras pessoas. Por melhores que sejam as intenções, eles não vão viver por você. Pois quem arcará com as consequências deste caminho, será apenas e exclusivamente você. Não se sinta mal por estar perdido, afinal é só tentando que se aprende. Por mais aterrorizante que possa parecer, não desanime. É impossível viver uma vida sem arrependimentos, mas se privar de viver não é a melhor das escolhas. Pois a cada dia que você passa tentando ser quem as pessoas querem que você seja, você perde a oportunidade de ser quem você realmente é: um ser fantástico, capaz e maravilhoso.


DEXTER, Tiana
 



4 comentários:

  1. obrigada mesmo por esse texto estou passando exatamente por uma fase assim e pensando em mudar de faculdade!

    Com amor, ♥ Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já estive no seu lugar, e o que posso te dizer é pra pensar com carinho e tentar se encontrar. Leve o tempo que achar necessário, mas tente ser feliz.
      Obrigada por ter lido e por ter comentado <3

      Excluir
  2. Que texto lindo Gaba, você escreve muito bem! E tem um pensamento bem legal em relação às escolhas da vida. Parabéns pela força de vontade em seguir seu coração. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acredito que devemos caminhar em direção a nossa felicidade, por isto é preciso nos posicionarmos, decidirmos o que queremos fazer e aonde queremos chegar.
      Obrigada por ter lido e por ter comentado <3

      Excluir