sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Blogmas 2017: Amizade e o significado de estar do lado


(Este texto foi escrito e postado via celular, então erros de gramática e formatação devem ser desconsiderados)

        Depois de uma conversa que tive com a minha amiga Andy, e devido a algumas coisas que aconteceram, achei que precisava escrever esse texto. Nele eu quero tratar sobre o conceito de estar aqui para as pessoas que amamos, e porque devemos repensá - lo.

        Quando passamos por problemas, algumas pessoas nos dizem que "estarão ali para o que precisarmos". Elas realmente o querem fazer, do contrário, não diriam algo do tipo, certo? Eu enxergo o significado dessa frase como: "Se você cair, eu vou estar lá para tentar te ajudar a levantar, ou ao menos te distrair da sua dor. Não vou trazer a solução pros seus problemas, mas serei aquele que vai estar pronto a te ouvir e te oferecer um abraço, um ombro amigo ou um motivo para continuar acreditando". 
        Amigos e parentes não tem poderes mágicos para nos protegerem de toda a dor do mundo, por mais que eles quisessem. Eles são tão falhos e humanos quanto nós. Vão os fazer sorrir e chorar em alguns momentos, mas os sentimentos de cumplicidade e confiança devem ir além destes períodos.
        Em 2017, muitas coisas aconteceram em sequência. Eu troquei de curso na universidade, criei o Blog, assisti pessoas entrando, saindo e retornando à minha vida como se esta fosse a Estação de King's Cross, em Londres. Em um período de fevereiro a maio, eu consegui quebrar meu celular e fiquei por meses sem WhatsApp. Para quem não sabe, nesta rede social eu faço parte de uma família chamada COND, para a qual eu entrei no início de 2015. Nós éramos leitores de uma fanfic, que iriam receber atualizações da autora a cada novo capítulo postado. Mas como a vida não funciona com planejamentos, e sim com eventos inesperados, não foi bem isso que aconteceu. A maioria da galera deixou o grupo, deixando uma quantidade razoável de pessoas, o que não adiantou muito, já o grupo acabou se expandindo. Coincidence or Not - Dramione (COND) é constituída por: Andy Bear, Ash Pig, Clary cabbage, Elmo Mutt, Had Whale, Iu Panda, Ju Koala, Leo Dolphin, Luize Penguin, Rafa Suricate, Vih Leone, Vit Bunny, Wan Alien e eu, Gaba Tiger. Nem todos se mantém presentes no grupo atualmente, e é exatamente por isso que eu os trouxe até aqui.
        Eu sou a mais velha do grupo, e apenas Elmo, além de mim, está no ensino superior. Esse foi um ano de muitas mudanças, vestibulares, relacionamentos, ENEM, problemas familiares, brigas de amigos, celulares sendo quebrados ou até mesmo roubados, o que nos levou a um distanciamento maior do que em outros momentos. Um dos pontos da minha conversa com Andy, foi sobre não sabermos mais sobre o que está acontecendo na vida de todos ali, e como isso pode significar que somos verdadeiramente amigos. 
        Problemas se sucederão em nossas vidas, e podemos até perder o controle da situação, mas devemos manter em mente que amizade não quer dizer conversar ou estar fisicamente juntos todos os dias, mas estar ali quando o outro precisar de nós. O ponto é que eu não preciso estar fisicamente, virtualmente ou momentaneamente com você para estar ligado a você. Proximidade, intimidade e confiança não se resumem em frequência de contato. Tenho amigos que não vejo há anos, com os quais me sinto mais confortáveis para pedir socorro, do que pessoas que vejo semanalmente ou até diariamente.
        Nós da COND residimos em cidades, estados e regiões diferentes. A nossa faixa etária vai de 15 a 19 anos. Somos de humanas, exatas, biológicas e das zueiras. Um grupo composto de pessoas com gostos musicais, posicionamentos políticos, religiões, estilos, experiências de vida, gostos literários e cinematográficas completamente diferentes. Eu acredito que se tivéssemos nos conhecido pessoalmente, dificilmente teríamos nos dado bem logo de cara. Mas ainda assim, eles foram mais os meus portos seguros do que muitos de meus amigos presenciais. Não estou aqui para desmerecer as amizades de convívio diário, mas para esclarecer que bater ponto todos os dias não quer dizer amar o outro.
        Eu não sei dizer com exatidão sobre tudo o que está acontecendo ou onde se encontram meus amigos, neste exato momento. Posso me esquecer do que gostam, o que detestam, de suas comidas e bandas preferidas, às vezes. Eu posso acabar não entendendo aquele seu plano infalível para se livrar do exame final, ou não conseguir ficar empolgada pela sua escolha de roupas para sair, e não há problema algum nisso. 
        Eu posso estar aqui hoje e amanhã não, todavia isso não nos torna desconhecidos, mas amigos distantes. Em alguns momentos, eu posso sumir por algumas horas para escrever um texto, ou por semanas, por estar estar enrolada com a faculdade. Vamos trabalhar, estudar, relacionamentos surgirão, bem como conflitos nos horários e pensamentos. Entretanto a nossa amizade vai permanecer, porque o meu amor por vocês é maior do que qualquer outra coisa. Essas coisas podem me ocupar ou distanciar de vocês, e eu sei que vocês vão me entender. Amigos ficam felizes pelos progressos e conquistas uns dos outros. Não se sintam culpados por precisarem se ausentar de minha vida, pois eu torço para que sejam felizes. Sejam como meus vizinhos, ou morando do outro lado do mundo.
        Resgatando algo que eu disse para minha amiga Lorrainny Alicorn nesta madrugada (ela não faz parte da COND, mas isso não vem ao caso): eu estar passando por problemas agora, não quer dizer que eu esteja desqualificada para tentar os ajudar com os seus. Todos enfrentaremos dificuldades hora ou outra. Poderia ser eu, vocês ou ambos. Entenda que não existe sofrimento menor ou maior, e sim a dor, que precisa ser sentida, sofrida e superada. Cada coisa em seu tempo. Nunca meçam ou desmereçam o sofrimento de alguém. Se preciso, sintam as suas dores, e busquem sair disso, mas levem o tempo que precisarem.
        Se em algum instante se sentiram deixados de lado, eu sinto muito por isso é peço perdão. Amo vocês incondicionalmente e quero que sintam o meu afeto sempre. Eu não posso voar em um Hipogrifo até as suas janelas para os resgatar das suas dificuldades, mas sempre que precisarem, me procurem para que eu os escute, os distraia, os dê puxões de orelha ou proporcione o conforto de um abraço apertado. Bem como eu os procurarei sempre que precisar, pois é isso que os amigos fazem: sejam presenciais, virtuais ou imaginários, confiam que terão uma mão amiga para os puxar para fora do mar das tristezas. Vocês me ofereceram muitas mãos, bem como eu ofereço mãos e pés que não os poderão salvar, mas que farão tudo para que sintam amanhã, menos dor que hoje. Eu sou grata por ter vocês em minha vida. Independente se nos conhecemos no ensino fundamental ou médio; em Artes ou Letras; na igreja católica ou batista;  na internet ou na fila do caixa; por amigos ou crushs do passado; se somos parentes ou quase irmãos; se nos conhecemos ontem ou se já "somos mais que amigos, friends". Vocês têm um espaço dedicado em meu coração e em minha vida. Como diz o meu melhor amigo, Elmo: "As pessoas sempre ficam onde se sentem bem vindas", e se eu pude fazer isso com vocês, assim como o fizeram comigo, sou capaz de sorrir. Nesse período de dificuldades, não posso os pedir pra não irem, mas posso os agradecer por permanecerem. Constituindo assim, as cores do meu arco íris após um longo período período de tempestades.

D'ANGELO, Giullia

PS: No começo do grupo, nós criamos nossos próprios apelidos, e por mais estranhos e aleatórios que sejam, só nós tornam mais únicos e especiais uns para os outros.

2 comentários:

  1. Tantas referências a Harry Potter que agora eu conheço hehe.

    Bom, eu não sou muito boa para falar de amizades. Do meu ensino médio, posso dizer que trouxe DUAS pessoas que são bem ativas na minha vida. As outras (que ainda são importantes pra mim) se perderam no caminho, mas me lembro delas com carinho. É engraçado pensar que, num mundo tão grande vão existir pessoas dispostas a nos ajudar no que for, mesmo que seja um número bem limitado...

    Enfim, eu amo essas suas reflexões <3 seus textos são maravilhoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No mundo vamos encontrar pessoas e pessoas. Nem sempre vamos poder chamar todas de "amigas", mas podemos tentar ajudar e cuidar do máximo que conseguirmos.
      Eu posso não ter muitos amigos, mas eu tento sempre ser amiga de qualquer pessoa, afinal todos merecem serem bem tratados, ouvidos e respeitados.
      Obrigada por ter lido e por ter comentado <3

      Excluir