sábado, 16 de setembro de 2017

Não pare...


Não pare.
Estou caminhando há algum tempo
Já faz um ano? Talvez
Parar não é uma opção
Por mais árduo que seja o percurso;

Não pare.
Minha carne reclama
Grita e esperneia
A luta que eu travo não é com outros
Mas interna;

Não pare.
Ultimamente eu venho regredindo
Estou pensando em desistir
Mesmo compreendendo a importância dos desertos
Sinto saudade das águas;

Não pare.
Uma tristeza profunda me tomou
No silêncio fui posta
Dobro os joelhos, rasgo o meu peito
Mas a voz não sai;

Não pare.
É muito difícil crescer
O amadurecimento é doloroso
Meu alimento são as minhas lágrimas
Que embaçam a minha vista;

Não pare.
Não enxergo um palmo a minha frente
Meu sofrimento me cercou
Não sei para onde vou
Acho que me perdi;

Não pare.
Troquei o afago dos meus amigos
Pelo conforto do meu travesseiro
Não posso mais me isolar
Preciso dos anjos que você colocou em minha vida;

Não pare.
Quem me vê sorrir nas fotos
Não percebe a tristeza no meu coração
Sinto a minha luz se apagando
Estou me afundando na escuridão;

Não pare.
Quero correr para os teus braços
Preciso ouvir a sua voz
Cantarei as tuas verdades
E emudecerei as palavras do inimigo;

Não pare.
Escuto os lamentos daqueles que amo
Eu preciso ajudá - los
Arranca de mim esta loucura
De que a minha dor é maior que a de outros;

Não pare.
Quero retornar à vida de adoração
Mesmo que nem tudo sejam flores
Quero ser ferramenta em tuas mãos
Propagando o seu eterno amor;

Não pare.
O Senhor me entende
Pois nunca deixou de me amar
Torna-me uma adulta
E revele os sonhos que tem para mim;

Não pare.
Em ti preciso confiar
Buscar socorro em tua Palavra
Fortalecer-me em oração
Ocupar a mente, afastando os meus tormentos;

Não pare.
Eu preciso de ajuda
Uma mudança de pensamento é necessária
Não posso me permitir cair novamente
Eu preciso da sua presença;


Não pare.
Grata eu sou por estar me moldando
Por nunca me abandonar
Preciso continuar em movimento
Eu ainda voltarei a me animar;

Não pare.
É preciso continuar caminhando
Quem para, estaciona
Quem estaciona, regride
Ou acaba desistindo;

Não pare.
Que ao me olhar no espelho eu possa ver
O amor que você sente por mim
Tua filha eu sou
Imperfeita, porém capaz de superar;

Não pare.
Perdoa as minhas falhas
Só em ti posso ser feliz
Minha depressão em nada pode
Superar o teu imensurável poder;

Não pare.
O Senhor é a minha força
A luz que ilumina o meu ser
Por mais dolorosa que seja a jornada
Vou continuar correndo até você;

Eu não vou parar.



            Bom, vocês devem estar estranhando esse estilo de texto. Na verdade, eu não me sinto muito bem há algum tempo. Eu não queria ter de abandonar o blog, pois eu não sei por quanto tempo mais eu continuarei assim. Eu continuarei com o Especial – Setembro Amarelo, todavia poderá haver algumas mudanças. Enfim, obrigada por ter lido, espero profundamente que tenha gostado.
Com o fim do mês de agosto, tivemos o retorno a campanha do “Setembro amarelo” que, desde 2014, trata da conscientização acerca da prevenção do suicídio, que tem sido cada vez mais frequente em pessoas com menos de 29 anos, afetando mais de 12 mil pessoas, por ano, no Brasil. Independentemente do que esteja enfrentando, não tenha medo de procurar ajuda. Deus está esperando por você, então dê o primeiro passo em direção aos braços Dele. Ele quer te ajudar, quer ser o seu porto seguro, o seu ombro amigo. Sempre que você precisar, Ele estará lá por você, até a eternidade. Não sinta vergonha em admitir que algo de errado está acontecendo. Não hesite em procurar ajuda caso perceba que há algo fora do normal, e/ou você apresente sinais como: Humor deprimido, que pode envolver sentimentos como tristeza, indiferença e desânimo; O desinteresse em diferentes aspectos da vida, como no âmbito familiar e profissional, além de atividades de lazer; Passar a dormir durante mais ou menos tempo do que o de costume; Perda ou aumento do apetite, seguidos de mudanças significativas de peso; Ter a capacidade de concentração, raciocínio e tomada de decisões prejudicadas; Diminuição de energia, cansaço frequente e fadiga, mesmo quando não foi realizado esforço físico; Apresentação de pensamentos recorrentes sobre morte, ideação suicida ou até tentativas de suicídio.
Se você desconfia de que alguém não está bem, preste atenção. Normalmente, quem tem esse tipo de pensamento acaba deixando sinais do que está planejando fazer, como estar frequentemente triste e sem vontade para participar em atividades com os amigos ou fazer o que se fazia antigamente, comportar-se de forma diferente do habitual, falando de forma diferente, deixando de conseguir entender o humor de uma conversa ou, até, participando em atividades de risco, apresentando talvez uma aparência descuidada e desleixada.
Pode também vir a começar a fazer várias tarefas para tentar organizar sua vida e terminar assuntos pendentes, como se fosse viajar ou viver para outro país. Alguns exemplos são visitar familiares que já não vê há muito tempo, pagar pequenas dívidas ou oferecer vários objetos pessoais, por exemplo. Demonstrar um comportamento calmo e despreocupado depois de um período de grande tristeza, depressão ou ansiedade pode ser um sinal de que a pessoa está pensando no suicídio. Isso acontece porque a pessoa pensa ter encontrado a solução para o seu problema, deixando de se sentir tão preocupada. Muitas vezes, estes períodos de calma podem ser interpretados pelos familiares como a fase de recuperação da depressão, por exemplo, e, por isso, podem ser difíceis de identificar, devendo ser sempre avaliados por um psicólogo, para garantir que não existem ideias suicidas.
A maior parte das pessoas que estão pensando em suicídio irá informar um amigo ou familiar das suas intenções. Embora esse comportamento, muitas vezes, seja visto como uma forma de chamar a atenção, nunca deve ser ignorado, especialmente se a pessoa está vivendo uma fase de depressão ou de grandes alterações na sua vida.
Quando se suspeita que alguém pode estar com pensamentos suicidas, o mais importante é demostrar amor e empatia por essa pessoa, tentando entender o que está acontecendo e quais os sentimentos associados. Por isso, não se deve ter medo de perguntar para a pessoa se ela está se sentindo triste, deprimida e, até se está pensando em suicídio. Depois, deve-se procurar ajuda de um profissional qualificado, como um psicólogo ou psiquiatra, para tentar mostrar à pessoa que existem outras soluções para o seu problema, que não o suicídio.
Não é frescura, não é brincadeira. Procure, vá atrás, peça auxilio. Procure amigos e familiares para conversar sobre o que está acontecendo. Cerque-se de pessoas e pensamentos positivos. Nunca se esqueça de que Jesus te ama, e se importa com você verdadeiramente. Procure a ajuda de um profissional qualificado, como um psicólogo ou psiquiatra, ele irá te mostrar que existem outras soluções para o seu problema, que não o suicídio. Uma boa opção é ligar para o Centro de Valorização da Vida, ligando para o número 141, que se encontra disponível 24 horas por dia, ou procurar o chat da CVV: http://www.cvv.org.br/chat.php . Se achar melhor, leve uma pessoa de confiança para te acompanhar na consulta. Você é digno, especial e amado. Por mais nebulosas e escuras que as coisas possam estar, corra para Jesus e permita que ele seja o farol que iluminará até a mais densa escuridão. Abra o seu coração para deixar entrar o amor que você nasceu para receber.
Se algum amigo não estiver bem, ofereça apoio. Se a pessoa desejar se abrir com você converse, escute, tente se colocar no lugar dela. Caso contrário, mantenha uma distância segura, não a force a desabafar contigo, mas mostre que mesmo não estando perto dela fisicamente, você está ao lado dela. Mostre às pessoas que te cercam que Jesus as ama, e se importa com elas verdadeiramente. Ame, respeite, interceda, tenha empatia, compaixão, se importe verdadeiramente com todos que estão ao seu redor. O amor do Pai não deve parar em você, ou nas pessoas da sua igreja, o amor deve fluir através da sua vida, alcançando a todos, fazendo do mundo um lugar melhor.


Neves, G. L. L. e WYDLOCK, Morgana

0 comentários:

Postar um comentário